REVISTA VIRTUS


Alunos da UFC chegam à final do Desafio Internacional da Energia do Futuro by falle criativo

De 15 a 17 de julho, oito alunos do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Ceará (UFC) estarão participando da terceira e última etapa do Desafio Internacional da Energia do Futuro 2009. O evento, que é patrocinado pelo Institute of Electrical and Electronics Engineers – IEEE (Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos), acontecerá na Austrália e dará uma premiação de 10 mil dólares ao primeiro colocado.

O projeto que levou os jovens à final do Desafio é um sistema eólico de pequeno porte e baixo custo que extrai energia e a armazena em baterias. O dispositivo pode ser utilizado em comunidades isoladas e em regiões onde há carência de energia elétrica, mas que tenham potencial para a geração de energia eólica. Para a final do evento, os alunos deverão levar o dispositivo pronto para ser testado. 

 

A UFC é a única representante latino-americana a chegar à final do prêmio internacional de engenharia elétrica, que é direcionado aos jovens engenheiros de todo o mundo. Juntamente com a universidade brasileira estarão participando também duas universidades norte-americanas, duas alemãs e duas chinesas. 

 Estarão na Austrália representando a UFC e o Brasil o grupo de alunos formado por Amanda Rodrigues, Débora Lima, Eduardo Façanha, Gean Jacques Maia, Luís Paulo Carvalho, Luiz Fernando Almeida, Maria Izabel Batista e Pedro André Martins. 

O orientador do trabalho e professor do Departamento de Engenharia Elétrica, Demercil de Souza falou sobre a relevância desta conquista para os alunos. “O Desafio é muito importante para esses alunos pois eles iniciaram um projeto do nada e transformaram em algo que pode ser utilizado. Eles colocaram em prática os conhecimentos adquiridos e agora estão sendo reconhecidos por isso”.

A cada dois anos,o IEEE, um dos órgãos de engenharia elétrica mais importante do mundo, propõe temas relevantes e desafia jovens engenheiros a apresentarem propostas inovadoras, de baixo custo e que não agridam ao meio ambiente. 

Fonte:
http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=39495


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: