REVISTA VIRTUS


Vencedores do Oscar 2009 by falle criativo

O Oscar 2009 terminou de uma maneira óbvia quanto à premiação, contudo já é praticamente uma unanimidade de que essa foi a melhor cerimônia do Oscar em muito, muito tempo. Os produtores acertaram completamente em diversos detalhes da festa, como a apresentação das categorias, o visual (e um palco maravilhoso), os clips com os filmes indicados e também dos diversos gêneros cinematográficos, além da escolha dos perfomers. Quem Quer Ser um Milionário? entrou para a história com seus 8 prêmios, que incluem melhor filme, direção, roteiro adaptado, fotografia, montagem, trilha, canção original e mixagem de som. Mas, não só o filme, como a própria cerimônia deve figurar como uma das preferidas já vistas pelos cinéfilos. Tivemos diversos momentos emocionantes como a consagração de todos os atores: Sean Penn, Kate Winslet (finalmente justiçada), Heath Ledger (memorável) e Penélope Cruz. Felizmente O Curioso Caso de Benjamin Button não saiu de mãos abanando como muitos previam e levou três estatuetas. Uma noite para mostrar que mudanças são bem-vindas e que, nesse caso, funcionaram quase que perfeitamente!

Abaixo, os vencedores:

      FILME l Quem Quer Ser um Milionário?, Christian Colson

          DIREÇÃO l Quem Quer Ser um Milionário?, Danny Boyle

As vitórias de Danny Boyle e de sua produção vieram num momento que não esperávamos mais muitas surpresas, mas foram realmente merecidas dentro da seleção que a Academia propôs nesse ano – e seria muito estranho se os votantes o ignorassem. Com suas 8 estatuetas, sem dúvida Slumdog Millionaire já entrou na história como o filme recente de menor orçamento a fazer tanto sucesso no Oscar. Também venceu todos os principais prêmios da temporada, um sucesso semelhante visto unicamente com O Retorno do Rei.

          ATOR l Sean Penn, Milk – A Voz da Igualdade

          ATRIZ l Kate Winslet, O Leitor

Certamente os dois prêmios não foram grandes surpresas da noite, contudo é impossível não ficar emocionado com grandes atores sendo reconhecidos. Eu confesso que preferia (ligeiramente) o Mickey Rourke entre os atores, mas o trabalho de caracterização do Sean Penn também é tão fantástico que não me incomodei nem um pouco com a sua segunda vitória. Quanto à Winslet, acho que a maioria concorda que já passava da hora dela receber a sua merecida estatueta, e sem dúvida foi um dos momentos marcantes da cerimônia.

 

          ATOR COADJUVANTE l Heath Ledger, O Cavaleiro das Trevas

          ATRIZ COADJUVANTE l Penélope Cruz, Vicky Cristina Barcelona

Esses foram outros prêmios que não surpreenderam, mas até pela forma como as categorias de atuações foram apresentadas (como antigos vencedores) foi impossível não se emocionar. A Cruz, que já vinha com sua segunda indicação, deixou para trás uma concorrência muito forte e mereceu seu prêmio para a extravagante personagem no filme de Woody Allen. E pensava que os atores não se sensibilizariam tanto com a vitória de Heath Ledger (afinal, ele já tinha sido lembrado por todos os shows de premiação da temporada), mas ocorreu justamente o contrário e foi outro grande momento.

 

          ROTEIRO ORIGINAL l Milk – A Voz da Igualdade, Dustin Lance Black

          ROTEIRO ADAPTADO l Quem Quer Ser um Milionário?, Simon Beaufoy

Aqui, tivemos a vitória dos meus roteiros favoritos de 2008 e fiquei muito feliz por ambos. Na minha opinião, Milk tem um roteiro brilhante e, ainda que goste muito de WALL-E, torcia mais pelo Dustin Lance Black e fiquei extremamente comovido com seu discurso, um dos pontos altos da noite – ao falar de direitos iguais. O trabalho do roteirista levou um longo tempo (trabalhou com ele nos últimos cinco anos) e só por isso o Black já merecia algum reconhecimento. Já entre os adaptados, ninguém tinha dúvida do prêmio para o Beaufoy, mas foi novamente merecido.

 

          FILME ESTRANGEIRO l Departures, Japão

          ANIMAÇÃO l WALL-E, Andrew Stanton

          DOCUMENTÁRIO l Man On Wire, James Marsh

Eu me senti particularmente triste por WALL-E sair apenas com esse prêmio (a exemplo de outra obra-prima, Ratatouille, no ano passado), mas a festa foi tão maravilhosa que acabei não me importando tanto assim com isso. Entre os estrangeiros, tivemos a maior surpresa dessa noite, ainda que muitos tenham adiantado a sua vitória. O japonês Departures mostrou mais uma vez como o comitê que avalia a categoria sempre faz escolhas muito estranhas. Já Man On Wire ganhou seu prêmio óbvio e o discurso do diretor foi muito estranho…

 

          FOTOGRAFIA l Quem Quer Ser um Milionário?, Anthony Dod Mantle

          MONTAGEM l Quem Quer Ser um Milionário?, Chris Dickens

Slumdog Millionaire mostrou toda sua força ao vencer os dois principais prêmios técnicos. Ao todo, o longa de Danny Boyle faturou 8 de 9 Oscars possíveis, o que foi merecido – novamente, dada a seleção do Academy Awards. O trabalho de fotografia e também montagem no filme é perfeitamente integrado, ainda alcançado um resultado muito original em seu conjunto – e, por isso mesmo, o reconhecimento é mais do que válido.

 

          DIREÇÃO DE ARTE l O Curioso Caso de Benjamin Button, Donald Graham Burt e Victor J. Zolfo

          FIGURINO l A Duquesa, Michael O’Connor

          MAQUIAGEM l O Curioso Caso de Benjamin Button, Greg Cannom

Nessas categorias de arte, só faltou o Oscar de melhor figurino para Benjamin Button fechar a conta. Certamente foram três estatuetas muito merecidas para seus respectivos vencedores, os quais fizeram o cinema ficar ainda mais bonito durante esse último ano. Penso que toda a parte técnica de Benjamin Button é sensacional e fiquei muito feliz com todas as estatuetas do filme, ainda bem que não saiu de mãos abanando como alguns previam. E, além do figurino de A Duquesa ser bem ao gosto da Academia (exagerado), é um trabalho muito original do O’Connor.

 

          TRILHA ORIGINAL l Quem Quer Ser um Milionário?, A.R. Rahman

          CANÇÃO ORIGINAL l “Jai Ho”, Quem Quer Ser um Milionário? (A.R. Rahman, Gulzar)

A parte musical da cerimônia também não decepcionou, apesar de não ser um dos pontos memoráveis – especialmente no que diz respeito à apresentação das canções indicadas aqui. Foram dois prêmios óbvios para Slumdog Millionaire e, novamente, o filme merece totalmente. Toda essa parte sonora do longa é muito bem cuidada e contribui (em muito) para o resultado acima da média. E quem aqui ainda não se viciou em “Jai Ho”? Acredito que essa é a sensação da temporada…

 

          EFEITOS VISUAIS l O Curioso Caso de Benjamin Button, Eric Barba, Steve Preeg, Burt Dalton, Craig Barron

          MIXAGEM DE SOM l Quem Quer Ser um Milionário?, Ian Tapp, Richard Pryke, Resul Pookutty

          EDIÇÃO DE SOM l O Cavaleiro das Trevas, Richard King

Também aprovei as escolhas da Academia aqui, até por baterem com os meus preferidos em duas categorias. O único que não gostei tanto assim foi o de mixagem para Slumdog Millionaire, uma vez que WALL-E apresenta um trabalho muito mais relevante para a área, mas a vitória do filme de Danny Boyle não chegou a me incomodar. Nos demais, não há dúvida de que Benjamin Button apresentou os maiores avanços técnicos do ano e mereceu o reconhecimento, ao passo que foi ótimo ver The Dark Knight com o prêmio de edição de som – até para sair da cerimônia com mais de uma estatueta.

 

          CURTA-METRAGEM l Spielzeugland (Toyland), Jochen Alexander Freydank

          CURTA DE ANIMAÇÃO l Le Maison en Petits Cubes, Kunio Kato

          DOCUMENTÁRIO CURTA l Smile Pinki, Megan Myla

Alguém aqui entende essas categorias com curtas? Na verdade é mesmo um tanto difícil prever algo quando não temos acesso à maioria deles (alguns até são divulgados na internet), mas como sempre a Academia fez uma seleção pouco convencional – e, como ainda não aprendi, acabei apostando em Presto, mesmo sabendo que por este ser de um grande estúdio ele não teria maiores chances para curta de animação. Seria mais interessante se tivesse conferido todos os indicados…

fonte: http://blogdovinicius.wordpress.com/2009/02/22/vencedores-do-oscar-2009/

Yuri Venancio Tamasauskas – Diretor da Revista Virtus


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: